Egrégora

out 16, 2021

Egrégora

Os Ritos da Glória pretendem formar uma egrégora própria? De onde vem a sua força de execução e efetividade?

Uma egrégora é um conceito, uma intenção comum, alimentada em intervalos regulares e constantes. Algumas existem desde o início dos tempos conhecidos, outras desfazem-se por si só por inaninação. Pode-se compará-la a uma bateria que necessita ser recarregada regularmente e que, mesmo não sendo utilizada, perde sua força naturalmente e quando carregada pode ser utilizada para os fins definidos.

Portanto, o que alimenta uma egrégora é a intenção e o direcionamento comum de um tipo e quantidade de energia. Para isto, utiliza-se a sua senha de abertura com coleta de energia através da ritualística frequente e integrada psiquicamente pela iniciação ritual ou pela adesão intelectual. Isto faz o membro de uma egrégora revestir-se da energia do grupo e repelir a de outro. Podemos chamá-la de círculo ou circuito retroalimentado. Podemos reconhecer um membro de uma egrégora pela energia psiquica que ele emite intencionalmente ou não. É muito comum, os membros de uma egrégora terem as mesmas palavras para definir certas situações, mesmo as surpreendentes.

Os Ritos da Glória não possuem a intenção de formar uma egrégora própria, pois baseia-se indiretamente em egregoras já existentes.

O cuidado principal que tivemos na elaboração dos Ritos da Glória foi justamente não provocar uma ligação intencional ou oculta dos participantes ou da equipe a qualquer egrégora fora da sintonia e propósito do trabalho. Utilizando somente as forças favoráveis para sinergia.

O simples fato de estudarmos um conceito ou material que possui uma egrégora mais potente da qual pertencemos , nos fará aderir inconscientemente a este grupo. Se estudarmos um conceito ou origem de egrégora e não fizermos parte de nenhuma que possa repelir a primeira, a adesão será brutalmente rápida.

“Ela possui então um corpo, um duplo e uma alma.

Isso tem sua aplicação na tríplice Igreja: Militante [terrestre], Sofredora[astral], e Triunfante [celeste]. “ do livro a A KABALA PRÀTICA

O que explica as ligações das grandes cerimonias de iniciação que alimentam as egregoras serem realizadas nos equinócios, solstícios ou datas correlatas.

As egregoras com uso da tecnologia

Como já entendido que a egrégora é formada por uma intenção e alimentada pelos ritos de seus membros. Eu, Nelsom Cavalcante, considero que os aplicativos que foram produzidos com esta intenção, tiveram seu lançamento através de cerimônias ocultas, possuem aceitação de seus membros, imprimem nos desavisados a sua “marca”, ou, no mínimo, os usa como baterias descartáveis.

O mesmo podemos falar dos rituais a distância com milhares de participantes sendo conduzidos para o fim, na maioria das vezes oculto, definido pelo tuber.

Ou, ainda, podemos dizer que hábitos impostos e coinvoltos em emoções especificas também possuem este propósito de captação de energia e de iniciados.

ByNelsom Cavalcante

Sou conhecido por Nelsom Cavalcante e nesta missão chamam-me por Neo. O porquê destes nomes te contarei pessoalmente, pois são histórias intimas e familiares, e pode ter certeza, contarei muitas de minhas experiências para você.. Minha jornada começa quando ainda criança, percebi que me apeteciam temas diferentes dos normalmente discutidos e interessantes para as crenças de minha família, de meus amigos, de minha idade, da crença do grupo ao qual eu pertencia, Se você tem este diferencial de olhar além, sente-se, também, um excluído de seu sistema. Em geral, os membros do sistema são preguiçosos e estão estagnados quando não estimulados pelas ovelhas desgarradas. Ouça este áudio para compreender melhor sobre o que estou falando, aproveite para se inscrever e divulgar o canal nosso material: https://youtu.be/5sxNRF7ypA0 Falaremos mais sobre sistemas e pertencimento em diversas outras oportunidades. Este tema é essencial para compreensão de minha trajetária e de seu posicionamento sistêmico, para assim, abrir-se a possibilidade de mudança para o equilíbrio em todos os campos de sua vida através da sintonia e harmonia com sua missão. Ao perceber algo que a maioria não vê, surgem duas questões importantes: • ou, somos tratados como loucos ou como muito inteligentes, • ou, ainda, inteligentes que ficaram loucos quando as informações começaram a incomodar seu grupo. Quer entrar em contato comigo e saber mais sobre mim? Utilize o formulário na página de contatos ou o Telegram

Deixe um comentário